Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres

Autora: Clarice Lispector

Editora: Rocco
ISBN: 9788532509529

Português
155 páginas
Formato lido: Digital, MOBI

Sinopse oficial:
Aprender a amar e a ser ela mesma é o grande desafio da personagem Loreley, cujo apelido é Lóri. Para o leitor, o prazer maior é ir aprendendo aos poucos a conhecer Clarice Lispector, através da trajetória dessa personagem. Ambientado no Rio de Janeiro, “Uma Aprendizagem ou O livro dos Prazeres” conta a história de amor de Lóri e Ulisses. Lóri é uma moça rica de Campos, principal cidade do Norte Fluminense, que optou por morar no Rio, onde trabalha como professora primária e pode desfrutar de uma liberdade impossível em sua cidade natal. Ulisses é um professor de Filosofia, que conhece Lóri na rua e aos poucos vai conduzindo-a na aprendizagem do prazer.
Loreley é personagem de uma lenda do folclore alemão, que seduz e enfeitiça os pescadores. Ulisses é o herói da epopeia grega, que vence os obstáculos usando a inteligência. As duas personagens de Clarice trazem as características de seus modelos originais e envolvem o leitor numa trama que se torna ainda mais apaixonante por ser uma aventura no mundo da linguagem, sem começo nem fim. A narrativa começa com uma vírgula, como se fosse a continuação de algo já iniciado, e se encerra com dois pontos, indicando que a estória prossegue, embora não apareça no livro.
Como em todas as obras de Clarice Lispector, “Uma Aprendizagem ou O livro dos Prazeres” é um ponto de vista feminino a respeito da vida. Lóri, na verdade, é a personagem central, enquanto Ulisses ocupa um papel secundário, mero referencial para os pensamentos e atitudes de Lóri. O livro conta, acima de tudo, a viagem empreendida por Lóri em busca de si própria e do prazer sem culpa. Uma viagem na qual Ulisses funciona como um farol, indicando onde estão os perigos e o caminho correto para a aprendizagem do amor e da vida.

Por que eu li?
Sempre tive vontade de ler Clarice Lispector, mas pelo que amigos diziam de seus textos fabulosos do que os títulos me incentivavam.

O que eu achei:
Não sei se escolhi mal o meu primeiro livro da Clarice Lispector, só sei que achei muito água com açúcar. Vou ter que escolher um nov livro para poder dar minha opinião com mais precisão.
A história até que é muito legal, mas muito prolixa pro meu gosto.
Vou ver se pego um grande best seller da autora pra ter uma opinião definitiva. Aliás, se alguém puder sugerir algum eu agradeço bastante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *